Śrī Tathāta

 

Quem é ele?

 

Embaixador da paz na Índia e no Ocidente, Śrī Tathāta organiza grandes encontros e rituais para a paz e a harmonia sobre a Terra, reunindo tanto na Europa quanto na Índia, milhares de pessoas, assim que diversas personalidades políticas, científicas, sociais e espirituais. 

Criança predestinada, nascido no Kerala, na Índia do Sul, Śrī Tathāta passou a maior parte da sua infância e adolescência em meditação solitária, absorvido no Divino, em uma estrita disciplina iogue. No auge de suas asceses, que duraram quinze anos, sua consciência fusionou com a Consciência Cósmica.

Profundamente tocado pelo sofrimento do mundo ele dedica sua vida inteiramente à elevação da consciência humana a fim que a paz e a harmonia se instalem sobre a Terra. Para isto ele ensina o Dharma do tempo presente. Dharma significa a ordem natural das coisas, ou Ordem Cósmica.

Mestre espiritual para uns, sábio para outros, Śrī Tathāta diz dele mesmo: “Eu não sou um sábio, nem um iogue, tão pouco um mestre espiritual. Sou somente um canal da Verdade Primordial. Não tenho individualidade própria. Para as pessoas que vêm a mim, eu sou tal qual elas desejam. É a energia resultando deste encontro que as eleva. Elas mesmas e esta energia são responsáveis disto. Eu sou somente um instrumento.”

Seus ensinamentos vêm diretamente dos Vedas, escritos sagrados da Índia antiga (talvez os mais antigos da humanidade) deixados pelos grandes Rishis. Sua motivação é elevar a consciência da humanidade ao mais alto nível, pouco importando nacionalidade ou religião.

A base dos seus ensinamentos são as quatro fases ou idades da vida, com uma ênfase para a educação dos jovens, pois com uma base solida e consciente do objetivo da vida sobre a Terra, a sociedade pode se desenvolver de acordo com a Ordem Cósmica.

Śrī Tathāta, nos explica que o ser humano é, aos olhos da Mãe Divina, o ser mais nobre da criação. Esta nobreza vem da nossa capacidade de nos conectarmos com a Luz Divina e fazer descer esta Luz sobre nós mesmos e sobre toda a criação. Esta nobreza significa que é dada ao ser humano a possibilidade de atingir a realização em todos os níveis do ser até atingir a imortalidade. O objetivo da natureza sendo a Divina perfeição.

Com este objetivo ele revelou solenemente em Sarnath, em janeiro de 1991, os “Dharmas Sutras”: cinquenta preceitos que explicam as etapas que levam o ser humano a atingir sua natureza divina.

Ele ensina estes preceitos e também praticas espirituais específicas que permitem a purificação dos três corpos (físico, energético e mental) e a elevação da consciência, nos unindo à Natureza e a seus ritmos, o que desenvolve uma relação de harmonia com o mundo.

 

 

Link para o vídeo de ensinamentos para as gerações futuras clique AQUI

 

 

Encontros

Śrī Tathāta viaja no ocidente, onde ele é convidado a cada ano desde 2007. Milhares de pessoas beneficiam dos seus ensinamentos. Programas de ensinamento são também organizados regularmente na Índia, no Dharma Pīṭha.

Durante sua turnê europeia em setembro de 2012, ele encontrou o Papa Bento XVI, no Vaticano. No mesmo ano encontrou Sua Santidade o Dalaï Lama, no mês de novembro, em sua residência no Norte da Índia, em Mac Leodganj e os representantes do povo Kogis em Paris. Isto na perspectiva da organização do Mahayaga.